6 de março de 2009

Rainhas: Qual é a sua?


Mulheres são seres múltiplos, irisados. Nosso reino é um arco-íris. Somos uma e somos todas ao mesmo tempo. Mas existem certas características que saltam aos olhos. Normalmente, combinamos pelo menos duas das Rainhas, é muito difícil encontrar um tipo “puro”. A terceira está escondida e a última, renegada. A Rainha escondida mostra a idealização que você tem de si mesma, mas que não traz à tona facilmente. É aquela que você gostaria de ser, mas não consegue ou tem motivos para deixar quieta por um tempo. Já a Rainha renegada, aparece por breves momentos de intempérie criando uma confusão na auto-imagem e funcionando como Sombra – aquilo que você mais detesta em outras pessoas e que não reconhece possuir. Conhecê-la é o primeiro passo para uma maior integração de suas Rainhas. O mais importante aqui é observá-las, observar-se, e fazer uma auto-análise. Você irá facilmente descobrir sua combinação básica. São as duas Rainhas mais “simpáticas”, aonde você encontra mais facilmente suas características. A escondida é aquela que você admira, mas deixa quieta. E a renegada mostra o tipo de mulher que você se sente mais distante, a que não “agüenta”, aquela com quem implica, a “antipática”.

Onde você se encontra?


R A I N H A_D E_P A U S




É a Dama do Fogo. Suas cores são o vermelho, o laranja, o branco. Gosta de pouco pano sobre o corpo, mas abusa de lenços e fitas. Tecidos que imitam a textura e a estampa de peles é com ela mesma. A forma física é ágil, provavelmente magra, e adora tomar sol. Tem preferência por esportes radicais Não dá muita atenção aos detalhes e miudezas, prefere adornos grandes e sente-se muito à vontade perto da natureza, mar e floresta. Seu cabelo é rebelde como uma chama. Ela o assume completamente, crespo, liso ou ondulado e gosta de mantê-los soltos. Sua espontaneidade seduz. Sente-se muito bem de cabelos avermelhados, castanho acobreados, tons dourados. Sua cozinha não existe sem pimenta e temperos condimentados. Tem a índole forte e é auto-suficiente. Sua libido é de alta voltagem, é uma mulher que respira fundo e vai em frente. Normalmente, não pensa antes de agir. E adora ocupar o centro das atenções. É muito divertida, mas quando está brava, cuidado! Explosões à vista: é uma mulher “bomba-relógio”. Extrovertida, fala o que lhe dá na telha e depois se arrepende. Ou não. Os maiores defeitos são a impaciência e o excesso de vaidade. Suas palavras-chaves são Inspiração e Criatividade. No amor, é apaixonadíssima e tem dificuldades em manter um relacionamento estável. Seu tipo psicológico é o Intuitivo. Seu temperamento, segundo a classificação de Hipócrates, é o Colérico. Seu castelo Elemental, o das Salamandras. Sua Deusa é Ártemis e seu Reino, o da Lua Nova.


R A I N H A_D E_C O P A S



É a Dama da Água. Suas cores são os azuis e verdes delicados, os rosados, os tons pastéis. Seus trajes são clássicos e com um toque floral-romântico. É a encarnação da feminilidade, no sentido tradicional do termo. Seu corpo de formas mais arredondadas fica bem com rendas, pérolas, túnicas e sedas. Gosta de formas curvas nos cintos e bijuterias. Prefere manter a brancura da pele e abusa de chapéus e lenços durante o dia. Quando vem a lua, ela resplandece, brilha no escuro. Aprecia jardins, riachos, quedas d'água, noites estreladas. Seus cabelos macios, sejam claros ou escuros, caem como uma cascata estejam presos ou soltos. Seu temperamento é suave. Sua índole, amorosa, sonhadora, nostálgica, idealista, utópica. Seduz pelo mistério. Os maiores defeitos são a indecisão e a falta de confiança. Sua palavra-chave é Harmonia. Introvertida, é a mais chorona das Rainhas e mal dignificada faz com que a mulher, não raro, sofra de autocomiseração, seja dada a chantagens emocionais e sofra com medos infundados. Gosta muito de crianças e da idéia de ter filhos, mas no amor prioriza o carinho e o romance. Mesmo casada é uma eterna namorada. Seu tipo psicológico é o Sentimento. Seu temperamento é Fleumático. Seu castelo, das Ondinas. Sua Deusa é Afrodite e seu Reino é o da Lua Crescente.


R A I N H A_D E_E S P A D A S





É a Dama do Ar. Prefere os tons frios, os azuis celestes e cores metálicas. O acinzentado e o negro favorecem sua beleza de linhas retas. Seu corpo é elástico e flexível. Escolhe a simplicidade ao se vestir, é a mais austera das Rainhas e não abre mão de tecidos com o toque diferenciado e os sintéticos. Não se ressente com ambientes fechados, gosta de estudar e lê muito. É urbana. Se expressa muito bem escrevendo. Seu reino é do intelecto. Os cabelos costumam ter cortes retos e ela abusa dos coques e rabos-de-cavalo. É a tradução viva da palavra “elegância”. Para se alimentar é frugal e grande amante da comida japonesa. É justa e meticulosa. Não costuma dar muita vazão aos seus sentimentos - difícil tirá-la do prumo. Quando isso acontece lembra-se que a vingança é um prato que se oferece frio. Manipula intelectualmente através da grande rapidez de seus pensamentos, articulações e armadilhas. Encara batalhas mentais com desenvoltura e seduz pela inteligência. Introvertida, é discreta, mordaz e muitíssimo esperta. O maior defeito é a inquietude. Sua palavra-chave é Racionalidade. Gosta muito de ficar só, mas quando ama é pra valer. Seu tipo psicológico é o Pensamento. Seu temperamento, o Sanguíneo. Seu castelo, o dos Silfos, embora ela não acredite nisso. Sua Deusa é Atena e seu reino é a Lua Minguante. (Se quiser saber mais sobre a Rainha de Espadas, clique aqui).


R A I N H A_D E _O U R O S




É a Dama da Terra. Seus olhos preferem encontrar os tons dourados, os ocres, os marrons fortes, o verde-bandeira. Seu corpo lembra um tronco de árvore, ela é robusta e compacta, de ancas largas. No vestir alterna entre o despojamento de quem trabalha ao ar livre com a riqueza e opulência do ouro, anéis e brocados A Rainha de Ouros sabe como ninguém valorizar a roupa que veste. Gosta de jóias e adornos em profusão e não dispensa os coloridos. Adora festas. Ama as plantas e sente-se plenamente à vontade lidando com a terra, ela tem raízes. Com seu dedo verde, tudo que planta, vinga. Isso se repete na cozinha - seu pão caseiro sempre dá certo. Seus cabelos são de fios grossos e fartos. Tem o temperamento forte, extrovertido, mas constante. Os defeitos são o egoísmo e o pessimismo. Sua palavra-chave é Manutenção, mas vive intensamente o momento presente. Prática e sensata e seduz pela constância. Teimosa, é muito difícil demovê-la de seus propósitos. Quando fica brava pode ser grosseira. E mesmo que se arrependa não irá voltar atrás. No amor é tradicionalista, generosa, e não vive sem pimpolhos agarrados às suas pernas. Seu tipo psicológico é o Sensitivo. Seu temperamento é o Melancólico. Seu castelo, dos Gnomos. Sua Deusa é Deméter e seu Reino é a Lua Cheia.

* Caso deseje saber sobre os Tipos Psicológicos, faça o teste .


p.s.: O artigo sobre as Rainhas do Tarot foi originalmente publicado na Revista Personare.

p.s.2.: Se quer saber como consquistar um Rei, leia o artigo do Leonardo "Café Tarot" Chioda na Personare. Mas antes veja as deliciosas imagens dos Reis do Housewives Tarot no blog do Léo.

9 comentários:

Shin Tau disse...

Olá Zoe,

o meu tipo é sem dúvida uma mistura entre a rainha de paus e de espadas, prevalecendo uma em determinadas alturas. A Escondida será a de Ouros, que se vai começando a revelar, principalemente nos gostos de vestuário, mas ainda não estou pronta para a constância rkrkrkrrk
E a que não aguento, por todas as mesmas razões que descreve e muito bem, é de Copas. Essa rainha de copas dá-me cabo da cabeça, com as suas cobranças e exigências sentimentias...rkrkrkrkr onde não consegue ver onde termina a sua verdade para encontrar a dos outros...
Ser mulher, às vezes, é duro mas é tão bom!!!

Obrigada pelo excelente artigo!
Um bom fim de semana.

Saudações

Gemini disse...

Nossa, eu sou a misturinha básica da Rainha de Ouros e da Rainha de Espadas(Sol/Lua em Gêmeos e Mercúrio/Vênus/Marte em Touro, difícil não ser uma combinação Ar e Terra, né?). A Rainha escondida é a de Paus, mesmo sendo tímida, gosto de pintar meu cabelo em tons avermelhados. Agora a renegada, a antipática é a de Copas, tadinha.
Adorei este post sobre as Rainhas!

Espartana disse...

Acho que meu ascendente e lua em gêmeos me fizeram experimentar as quatro rainhas (inclusive mudando a cor de cabelo, rsrsrs), mas em essência acredito que me identifico mais com a de Espadas.

Adorei o post, parabéns!
E feliz nosso dia... ;))

Shayane disse...

Oi Zoe!
Te acompanho há um tempinho, desde que te adicionei na comunidade Red Hair Addiction, no orkut.

Desde SEMPRE tive um encanto pela Rainha de Espadas. Ela sempre parecia a carta mais bonita do baralho, a que eu cobiçava mais. Às vezes, em jogos de cartas (buraco/canastra), 'morria' com a bendita na mão, por puro apego, não conseguia descarta-la antes.

Tomei a liberdade de escrever sobre seu texto e de linka-lo no meu blog, porque achei os textos MARAVILHOSOS.

Claro que tenho um tiquinho da dama de paus (despachada e cara de pau), tenho um ranço/nojinho da rainha de copas (tão inha, tão mimimi-nhenhenhem) e entendo Ouros, não sei viver sem uma jóia e sem verde por perto.

(Sol e Ascendente em Sagitário, Lua em Capricórnio e só deus sabe de quem eu 'herdei' o Trono de Espadas...)

Bbeijos e continue especial e maravilhosa, do jeitinho que és.

Senhor da Vida disse...

Nossa, me deixa pasmo saber que a rainha de copas não é mesmo a preferida e indenficada pelas mulheres.....concordo que ela seja muito nhemnhem, mas seu lado dócil nao conta? sua intuição, seu lado maternal, nossa, mesmo sendo homem, me identifico com ela e paus, acreditem, acho que é por ser de escorpiao. Bjs e parabens!

Zoe de Camaris disse...

Meninas,

Eu sou essencialmente uma Rainha de Copas (Caranguejo no solar). A Rainha de frente, minha porta-estandarte, "a que parece mas não é", digamos assim, é a de Paus (Leão no ascendente) e a de fundo (escondida, pero no mucho), é de Espadas (meu mapa é mercuriano, muita coisa em Gêmeos). A renegada seria Ouros mas ultimamente ela me pegou de jeito. Digamos que tive que encarar meio na marra (tenho 3 filhas, preciso trabalhar muito mas fujo da cozinha sempre que posso). Sinto que estou com as Rainhas bem integradas mas isso não foi sem ter suado a camisa. Agora, com vocês falando da Rainha de Copas mais a observação do Senhor da Vida...Bem, acho que vou acabar de escrever o artigo que comecei há algum tempo sobre a Rainha de Copas.

Zoe

Salamandra disse...

Olá Zoe
cheguei agora ao seu blog e estou adorando eu sou sem duvida um rainha de copas(carangueijo ) mas no fundo acho que tenho um pouquinho de cada uma, a que me identifico menos é com a de espadas.Gostei imenso do seu blog

um abraço de alma
salamandra

Fabrício Prado disse...

Zoe, de qual baralho vc tirou as damas que aparecem no início do artigo? Tenho navegado na net em busca desse baralho mas não o encontrei... Vc poderia me informar a fonte por favor!
Beijos!

Arthemis disse...

Olá Zoe,
eu não sei como funciona essa questão de afinidades entre a corte, e a relação sexual/ a fetiva, mas por favor, me responda uma dúvida:
você acha que quando uma rainha/ dama de paus (por causa da idade) encontra-se com um rei/ pajem de paus a mistura pode ser explosiva ou fatal? rss.
Abraços,
Ártemis.