4 de maio de 2009

ESTADO DE ESPÍRITO


>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>


mais puro que o vôo da corda
mais corda que a vida do vento
mais vento que a asa da lira
mais lírica que a prosa da pétala

mais pétala que a pluma dos dias
mais dias que o desejo do tempo
mais tempo que o acorde de sol
mais sol que a vontade de chuva

mais chuva que a sede de água
mais água que o verde da uva
mais uva que o veludo da veia
mais veia que a calda da lava

mais lava que a terra do fogo
mais fogo que a língua na boca
mais boca que a fome no corpo
mais corpo que a dança do sangue

mais sangue que o ouro da pedra
mais pedra que estátua de seda
mais seda que sonho de mel
mais nuvem que rosas no céu

mais céu que o fundo do azul
mais azul que os olhos de deus



Monica Berger

6 comentários:

Alexsander disse...

tRês letras uma palavra: UAU!

tocou fundo, viu?

beatriz disse...

Muito lindo....

Otávio Duarte disse...

Belo poema!
Muito legal para Zoes e Monicas.

Zoe de Camaris disse...

Grata, Moçada. Mais prazer do que ler estes comentários, só tive ao fazer ao poema.

Monica

Ana Maria Santeiro disse...

muito bacana.

Silmara Magnific disse...

Oi, minha velha amiga!!!! Estudamos juntas na PUC, dividimos algumas horas nos caminhos desta vida, mas não acredito que se lembre de mim. Silmara, é, é este meu nome. O acaso levou-me até você nessas andanças pela rede. Li seu poema, maravilhoso, envolvente, misterioso. Assim como você!!!! Beijos. Sucesso. Amor. Paz.