14 de abril de 2006

MEU NOVO SONHO DE CONSUMO:

O TAROT DA DONA DE CASA



Amei a idéia, imagine só: você está varrendo a sala, em pleno processo meditativo - o poder do devaneio de que nos fala Gaston Bachelard - e lá pelas tantas tem uma percepção inusitada. Para confirmar a sacada, corre para a caixinha de "divinação doméstica" e puxa um cartão - Ás de Paus!

É vero, o espanador pode ajudá-la a desmanchar teias de recorrências e lançá-la num novo mundo. Quem pergunta ao pó...



Ou então, A Temperança: A solução está em fazer um cheesecake naquele exato momento e reparar seus sentimentos. Como Água para Chocolate. Genial. Não vou sossegar enquanto esta caixinha não estiver na minha prateleira da cozinha, ao lado do açucareiro. E não estou ganhando royalties, juro ! É paixão de colecionadora. Ou quem sabe assim, possa fazer finalmente algum sucesso na cozinha.



O Tarot é mesmo uma máquina de imaginar. Adoro suas releituras criativas e curiosas, como neste trabalho de Paul Kepple e Jude Buffum. O deck tem sua iconografia no melhor estilo anos 50 - primorosamente irônico, mas contendo percepções pontuais sobre significados pouco explorados na maior parte dos decks tradicionais.

Segundo conta o livreto (ou melhor dizendo, os artigo das tarólogas Sally Ann e Janet Boyer, no Aecletic, já que ainda não o tenho ainda a acalentada caixinha em minhas mãos), o Housewives Tarot foi criado por Marlene Louise Wetherbee, uma dona de casa convencional. Maridão, crianças obedientes (ou nem tanto, se levarmos em conta a lâmina da Justiça) e uma casa impecável. Marlene Louise estava sempre na moda e era uma vitoriosa na cozinha. E como se tal configuração não lhe bastasse, era dotada de uma enorme intuição.

Um dia, no meio de um jogo de bridge com as vizinhas, resolveu divulgar o segredo do seu sucesso, amealhando um séquito de ávidas donas de casa, todas inconformadas com a difícil vida do lar (doce lar). Resultado? Marlene Louise, agora Madame Marlena, abriu seu próprio negócio, ensinando as esposas a nunca errarem uma receita de bolo e a manterem a cozinha sempre arrumada - o que vamos e venhamos, é coisa para Jeanne é um Gênio.




E depois da lida (ou ainda, antes de tudo), a recompensa: O Eremita. No melhor estilo Rainha de Ouros (do Thot Tarot) - aquela que já descascou o abacaxi e agora pode se dar ao luxo de cuidar de si mesma. Afinal, está na hora do marido chegar em casa. E nenhum homem quer encontrar sua mulher de chinelos, não é mesmo? Descer do salto, nunca! Assim dizia Madame Marlena. E parece que dava certo.




Bem, doces amigas do lar, Madame Zoe agora vai trabalhar. Ainda faço parte desta safra de mulheres complicadas que precisam aprender tudo com Madame Marlena.

abraços domésticos,

Zoe de Camaris
p.s.1: Confiram e divirtam-se - http://www.housewivestarot.com/

6 comentários:

KLATUU disse...

JAJAJAJA!!! há 20 minutos que estou a rir!
Dark kiss.

Filhote de Lua disse...

Meu, que coisa mais máxima...

agora fiquei com vontade

eglair disse...

adorei!
tbm quero um desses....hoje foi dia de faxina e iria ajudar muito...haha
:*

Edu disse...

Olá Zoe, boa noite!
Pois é, ainda bem que guardou o endereço de meu blog!! rs
Passei por aqui pra aprender um pouco mais sobre o tarot, assunto que realmente tenho grande interesse.
E esse texto do tarot doméstico é realmente muito bom!!! rs.
um grande abraço.

Lisandra disse...

Zoe, vc sabe como podemos adquirir este baralho, uma vez que ele não está à venda no Brasil? Entre em contato: debbiegib@ig.com.br

ASLTRG1=28#24#.br#19374#9137#.dsl.telesp.net.br#201.43.66.109#pt-br##18002594#9131#9067#0#6#0 disse...

Olá,Zoe, td bem?
por favor, passa para mim onde comprar esse tarô.
estava vendo esse tarô em um site que chama taroteca, e pesquisei por toda internet.quero muito comprar. amei

um abraço.
rng_moda@yahoo.com.br
ass:renata.
obrigado!!!