16 de dezembro de 2008

A Favorita





Hoje acordei de cara. Sonhei que estava na casa de Gonçalo, da novela A Favorita. Eu esticava um fio da casa dele até a casa ocupada por Flora. O fio permitiria que as conversas entre Flora e Silverinha fossem gravadas. O movimento do meu inconsciente foi de revolta frente aos absurdos que fazem com que uma novela seja uma novela. Afinal, se a família Fontini tivesse tomado a simples providência de colocar uma escuta (simples uma ova, vocês não imaginam o trabalho que eu tive no sonho) as más intenções da vilã seriam descobertas antes de janeiro e a trama, interrompida.

Sonhar com novela é o ó. Meu inconsciente deve estar oco, não é possível. Prevendo a situação, um dia antes comecei a reler Kafka. Mais especificamente, "A Metamorfose". Nada como Kafka ou Proust quando a gente tá se sentindo meio burra.

Este seria o conselho da taróloga Cilene pra mim: "Criança, pare de assitir novela. Se agarre à Kafka. Senão, no próximo despertar você acordará virada numa barata".


Zoe

4 comentários:

Shin_Tau disse...

(risos) que bonito percebermos como o nosso inconsciente fala connosco através dos sonhos. (risos) sonhar com uma novela nunca me aconteceu...mas já sonhei, muitas vezes, com jogos de vídeo (risos).

Adoro Kafka, Proust nunca li...aconselha algum?

Cordialmente

Shin Tau

Ana Maria disse...

Shin Tau,

Quanto ao Proust recomendo um livro que saiu agora que é a ARTE DO RETRATO EM MARCEL PROUST, do Alberto Xavier, publicado pela Gryphus. Pode ser um bom introdutor. Depois comece pelo primeiro volume de Em busca do Tempo Perdido. Proust é o fundador do romance moderno. E hoje já está tão deglutido que poucos lhe conferem influência. Há dois filmes também baseados na Busca. Bem bonitos.

Abraço,
Ana Maria

Shin_Tau disse...

Obrigada Ana Maria, assim farei!

Um abraço,

Shin_Tau

Zoe disse...

Shin Tau, perdoe-me não ter respondido. Estou com bebê pequeno e só agora as coisas estão começando a entrar nos eixos.

E Ana Maria, grata pelas precisas indicações.